Skip to content

Empréstimo Para Microempresas Via Maquininha Ganha Força No Governo

⌚️ Tem apenas 60 segundos?
Nós sabemos o quão precioso é o tempo, nem todos gostam de ler longos artigos, como tal, recomendamos que veja o video seguinte, contudo, se precisar de informação mais pormenorizada, pode continuar a ler o nosso artigo.

Perguntas Frequentes

1Como Fazer Um Empréstimo Liberado Pelo Governo?

Depois que a regulamentação for publicada, para fazer o empréstimo será preciso procurar uma instituição credenciada pelo governo para isso. Os grandes bancos não devem oferecer a modalidade, à exceção do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal.

2Qual Maquininha Libera Empréstimo?

Hoje em dia é possível conseguir um empréstimo seja por meio de uma máquina de cartão que tem parceria com um banco, como é o caso da Cielo, Rede e GetNet, ou através da própria empresa da maquininha, como acontece com o PagSeguro e o Mercado Pago. As duas últimas são as opções viáveis para quem não tem conta em banco.

3Como Pedir Empréstimo Na Maquininha?

Para contratar o crédito via maquininha de cartão, o empreendedor precisa receber os pagamentos de seus clientes pela maquininha. No caso do Tomático, especificamente, são aceitas as seguintes adquirentes: Getnet, Rede, Cielo, Bin, Stone e SIPAG.

4Qual Maquininha Que Faz Empréstimo?

Hoje em dia é possível conseguir um empréstimo seja por meio de uma máquina de cartão que tem parceria com um banco, como é o caso da Cielo, Rede e GetNet, ou através da própria empresa da maquininha, como acontece com o PagSeguro e o Mercado Pago.

5Como Funciona O Empréstimo Na Maquininha?

Empréstimo pela máquina de cartão permite parcelas flexíveis

RELACIONADO:  Dente De Leão Erva

Esse mecanismo também permite a adoção de parcelas flexíveis. Por contrato, uma porcentagem do faturamento diário da empresa fica atrelada ao pagamento da linha de crédito. Assim, quando a empresa fatura menos, a parcela se ajusta automaticamente para baixo.

6Como Fazer Empréstimo Com A Minizinha?

Essa modalidade utiliza como garantia os recebíveis da máquina de cartão, também conhecidos como trava bancária. Ou seja, o empreendedor cede uma parte dos valores que serão recebidos nas vendas feitas pela maquininha para pagar o crédito emprestado.