Skip to content

Bb Emprestimo Para Negativado Sem Pagar

⌚️ Tem apenas 60 segundos?
Nós sabemos o quão precioso é o tempo, nem todos gostam de ler longos artigos, como tal, recomendamos que veja o video seguinte, contudo, se precisar de informação mais pormenorizada, pode continuar a ler o nosso artigo.

Perguntas Frequentes

1É Possível Fazer Empréstimo No Banco Do Brasil Com Nome Sujo?

Recentemente, o Banco do Brasil resolveu facilitar a vida dos negativados, e abriu um leque de novos serviços exclusivos para esta categoria de inadimplentes. Agora, mesmo quem possui o nome sujo na praça pode ter acesso a benefícios que só pessoas com o nome limpo antes possuíam como, por exemplo, o empréstimo.

2O Que Acontece Se Eu Não Pagar O Empréstimo No Banco Do Brasil?

Resumidamente, você será negativado no SPC e no Serasa, ficando com o nome sujo. Isso significa que você terá dificuldade em fazer outros empréstimos ou operações de crédito. Fora isso, se você tiver oferecido um bem como garantia do empréstimo, ele pode ser tomado pelo banco, que o leiloará para quitar sua dívida.

3Qual Banco Que Empresta Dinheiro Com O Nome Sujo?

Alguns bancos e financeiras oferecem empréstimo para negativados, como a Caixa, Banco do Brasil, Bradesco, Santander, Banco BMG, Agibank, Simplic, Crefisa, Creditas, Olé Consignado, MoneyMan, entre outras instituições.

4O Que Acontece Se Tirar Empréstimo E Não Pagar?

Como primeira e uma das mais temidas consequências de pegar um empréstimo e não pagar, citamos o nome negativado, ou “nome sujo”, como é popularmente conhecido. Quando um cliente cai em inadimplência, o banco tem o direito de comunicar aos órgãos de proteção ao crédito sobre a dívida.

5Estou Devendo Para O Banco E Não Tenho Como Pagar?

Estar devendo para o banco e não ter como pagar poderá sim culminar na perda de bens. Contudo, o valor do débito esta diretamente ligado ao fato de que a ação deve ser compensadora para o banco.

6O Que Acontece Com Quem Fica Devendo Para O Banco?

O primeiro passo do banco será a negativação do devedor, como forma de pressão para receber a dívida. Segundo passo, ele vai apelar para uma medida judicial, para tentar bloquear (penhorar) o dinheiro no banco. Depois, também por meio de medida judicial, o banco vai partir para bens como carros e imóveis.